A montagem do espetáculo Tramarias foi viabilizada pelo Edital ProAC - Primeiras Obras de Produção de Espetáculo Inédito e Temporada de Teatro 2015 - do Governo do Estado de São Paulo, e circulou por Centros de Referência e Defesa da Mulher (CRM e CDCM) da Grande São Paulo.

 

A obra tem como eixo narrativo a releitura do conto A moça tecelã, de Marina Colasanti e é permeada por duas tramas: a história de Maria da Penha Maia - cuja luta frutificou na Lei 11.340/06, mais conhecida como Lei Maria da Penha – e o conto tradicional peruano Uma Vara de São Marmelo.

Em sua remontagem em 2019 "Tramarias: Libertando-se das Tramas" torna-se uma peça de *Teatro Fórum que objetiva incitar a reflexão e prevenção da violência doméstica contra a mulher, relacionamentos afetivos tóxicos, e, principalmente, provocar a criação de estratégias - individuais ou coletivas - de luta e libertação possíveis para a situação da personagem Maria. Assim, por meio da ferramenta do Teatro do Oprimido pretende-se construir um repertório de fortalecimento e reconhecimento das mulheres presentes, e suas redes.

*Referência: Livro Teatro do Oprimido e outras Poéticas Políticas de Augusto Boal, 9º edição, Editora Civilização Brasileira, 2009.

Sinopse

"Tecer era tudo que Maria fazia, tecer era tudo o que queria fazer”.

Todos os dias bem cedo, Maria acordava e caprichosamente colocava em seu tear mágico linhas e fios que utilizaria para alinhavar o mundo ao seu redor.

udo estava sempre em perfeita harmonia.

Mas, tecendo e tecendo, ela própria trouxe o dia em que se sentiu só. E com isso, ela teceu um homem…

FICHA TÉCNICA

Amabile Inaê

Ivy Mari Mikami

Verónica Gálvez Collado

V´r

Dramaturgia

As Trapeiras

 

Figurinista

Ju Bernardo

Anna Souza

 

Iluminação

Aline Rodrigues

Som

Janaína Sansil

Fotógrafa

Carol Doro

Daniela Garcia

 

Artista visual

Helena Ariano

 

Produção

As Trapeiras

Sabrina Motta

Duração

75 Min= espetáculo

Público indicado

a partir de 10 anos